sábado, 23 de agosto de 2008

Perfeição pra turista ver...


*Créditos da imagem: Inovavox




Afe! Já me enjoei em ouvir falar de Olimpíadas.
Eu sei que a idéia, que nem é levada a sério mais, talvez pelos atletas, se é que por eles, é muito linda e tal e coisa... Mas, as desse ano, sem o mínimo constrangimento, digo que me enojaram.
O Olimpo, claro, é um mito, e os ideais olímpicos gregos que eram os objetivos e a justificativa pro evento, já eram faz tempo. Hoje é mais uma vitrine que qualquer outra coisa...
Do radical Olimpo, tire-se até o m, depois é só tirar o acento agudo também e fica tudo mais coerente.
Sim, piadas, de mau gosto, diga-se nada de passagem.
A China e sua demonstração de perfeição fake. Pra que tudo isso?! :o
Ah, é! A vitrine. E viva a propaganda enganosa!
Claro que todo país sede se esmera pra fazer uma boa apresentação, ambicionando inclusive superar a anterior. Mas para que esse exagero, essa maquiagem toda?!

Arsenal estético pré jogos. Vergonhoso! Desumano!

E tome mais maquiagem na abertura.

A linda menina Lin Miaoke não era a verdadeira cantora, "sua voz", era na verdade de Yang Peiyi, que não pode aparecer por não ter sido considerada bonita o suficiente para estar no palco na cerimônia.

Os fogos de artifício que simulavam pegadas eram imagens em terceira dimensão produzidas através de computação gráfica.

Adivinha de onde veio a tela azul do Windows?!

A coisa não pára por aí.

O acrobata francês de nome artístico Crazy Duck sofre acidente durante apresentação. É retirado e socorrido às pressas. A comissão organizadora não divulga publicamente nem seu nome, nem os boletins médicos e tanto menos o hospital onde foi internado. Tudo o que se sabe é que houve lesão vertebral. Evidente para quem viu a cena. E as possíveis sequelas?!


O mistério da vara e o pedido de desculpas mais asqueroso do mundo. Claro que sem admitir a desorganização e a própria responsabilidade. Fabiana Murer tinha que fazer o que nenhum outro atleta precisa, vigiar o próprio equipamento, conferir se está lá?! Ridículo, no mínimo, pra não dizer dicionário completo de palavrões.


E viva a liberdade de expressão!


Melhor nem comentar as prisões por protestos, pertubação à ordem e o escambau... Bush não é o sujeito mais indicado a falar em direitos humanos, mas, há que se concordar com o discurso feito sobre a China, ainda que muito brando e vazio quanto a questões muito mais relevantes...


E, claro que o governo da China não gostou.


Protestos pro conta do Tibet?! Bem, é link demais pra colocar... Da repressão contra eles, mais ainda!


A China está perdendo a mão em busca de causar deslumbre. No processo de ocidentalização que sofre, pegou o pior que poderia e maximizou.
Aliás, nesse sentido, dá até medo imaginar, afinal de contas a ascenção da China é inegável. E o que mais me amedronta é que, com o pior do regime totalitário, somado ao pior do capitalismo, mais o enorme contingente de mão de obra baratíssima, quando não escrava, a economia deles está cada vez mais forte. Não demora muito os EUA caem e a gente é dominado pelos chinos. Ui!
Aliás, parece até que já estamos sendo preparados pra isso. Sob a escusa de que Os Jogos Olímpicos seriam sediados lá, a TV, sobretudo por assinatura, está há messes nos empurrando uma programação "especial" chinezíssima que vai além do calendário dos Jogos.
Afe! E eu pedindo pra essa pataquada toda acabar logo que eu não aguento mais.
Afe! 2. Será que é bom eu já ir me inscrevendo num curso de Mandarim?! Demora pra caramba pra ser considerado alfabetizado nele. Convém nos precaver caso sejamos dominados... :P
Como diz um amigo, deusolivre, creindeupai!
Chego a pensar que é melhor ter os EUA como sanguessuga, pq autonomia que é bom, não vejo. E a perspectiva de mudança é pra pior. Deixa como está que ainda é vantagem! :(

2 comentários:

Hell, noooooo!!!!!! disse...

Tenho um orgulho danado de nem ter tomado conhecimento dessa olimpíada. Não ligo a tv há pelo menos 10 dias.

Quanto às independências do Tibet, Ossétia e qualquer outro... claro que eu me simpatizo. Liberdade, já!

Por outro lado, se o Rio Grande do Sul (vira e mexe vêm à tona o movimento separatista gaudência ou parecido). A desculpa dos bairristas é que não querem levar o país nas costas. Que são outro mundo: clima, etnias, nível social, cultural. Aí eu penso: "Separar, o caralho! Vai ter que me agüentar e ajudar a erguer seus irmãos!

Não estou de forma alguma dizendo que é a mesma coisa, afinal não invadimos ninguém, não matamos por causa disso (hoje em dia - talvez num futuro, quem sabe). É só avaliação do que eu sentiria se acontecesse isso no nosso país. Sem maiores conseqüências morais, cívicas ou whatever. Just thoughts.

Voltando às olimpíadas:
Às favas com os jogos! Não vou perder meu tempo vendo a falência da educação esportiva, a falta de incentivo geral. Nem vou ficar nervosa, achando que sou a maior pé frio.

Entonces, vamos só asistir tv pela internet. Escolhida à dedo. Episódio por episódio.

De resto, estudar só para saber mais que ontem.

Beijos

웃 Mony 웃 disse...

Que bom tê-la aqui, querida!
Eu o muito que vi foi um jogo de volei de praia na sala de espera do consutório, uma ou outra prova com o digníssimo... Não me ligo muito, gosto de saber os resultados e tá bom.
Desses país estranho então, sei lá. mas, me deparei com umas notícias que tenha dó, tive de repassar tamanha a perplexidade.
Imagina se eu vi a abertura?!
Claro, que não! A última que assisti e me lembro pq achei uma fofura foi a da Rússia (1980). Misha forever! A memória tem mais a ver com o mascote do que qualquer outra coisa. :P
Afe! Já essa coisa de separatismo do Sul é um absurdo. E olha, essa conversa de que carregam o Brasil nas costas é balela. E o Sudeste, pra que serve então?! Aqui estão as maiores arrecadações.
Esse bairrismo é deprimente. Bão, assim mesmo nóis véve! E eles vão continuar brasileiros. Hahahahahahahahahahahahahahaha!!!!!
E a falência, está na educação em geral, e pelo que andei vendo de caiu não só aqui não, é global.
Ainda bem que eu sei ler, fuçar e não me faço de rogada. Foi o que quis passar aos meus alunos, mas o sistema não quis. Danem-se, quem quiser pensar sempre acha um meio e aprende mais.
Me cansei, mas acredito que ainda exista gente querendo ensinar e gente querendo aprender. Quem encontra essa turma me avise. ;)
Beijoconas.